Uma mulher de muitas competências e facetas na sua evolução pessoal e profissional: Suraya Modaelli.

05/12/2014 às 12:18 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags: , , ,

Este slideshow necessita de JavaScript.

Entrevistamos Suraya Modaelli, em 2013, setembro aproximadamente, ela nos recebeu muito bem em Marilia, afinal além de excelente profissional, também é uma boa anfitriã, recebendo a todos que vão até a Diretoria da Bacia do Peixe Paranapanema/BPP com muito carinho e atenção. Desde nossa conversa muita coisa mudou na sua vida, porém os aspectos citados acima continuam iguais.

A nossa entrevistada, é persistente e determinada. Nascida em 26 de janeiro, esta aquariana, é agradecida pelo que conquistou na sua jornada pessoal e profissional. É filha do ex-funcionário Sr. Darge Damas de Oliveira (aposentado da área de contabilidade do DAEE) e da Sra. Conceição Oliveira e irmã da Sra. Katia Rossana de Oliveira (Diretora da SUP/CGE).

Suraya tem a grata satisfação de estar casada, com nosso também amigo Mário Luiz Modaelli, brinca que os 28 anos de união tornam-se 56, tal a cumplicidade e o tempo que desfrutam juntos, no trabalho e em casa.

Modaelli, o Mario, é o responsável pela área administrativa da BPP Marilia, é um excelente servidor, que está ha tempos no DAEE e na Unidade de Marília. Ele juntamente com a família faz parte de um grupo que, destemidamente foram morar e ajudar a montar as unidades do DAEE do interior, isto quando ninguém sabia bem qual o futuro teriam lá. Atrevidos e ousados, abriram caminhos para os demais, largaram uma vida estável em São Paulo, para tentar a sorte no interior. O saldo desta mudança foi positivo e, parte do que as bacias e unidades do DAEE prosperaram e cresceram se deve a estes grupos.

Suraya orgulha-se ao dizer que é mãe de dois filhos: o filho Mário Luiz (Marinho), com 25 anos, médico-pediatra e a filha Jaqueline, 23 anos, pós-graduada na área de administração de empresas.

Desde quando foi admitida, em 1981, para atuar com o engenheiro Astor Dias de Andrade (hoje, lotado na BMT Campinas), junto à antiga DP – Diretoria de Planejamento, sempre teve a oportunidade de trabalhar com grandes técnicos, como Flávio Terra Barth, Eliseu Itiro Ayabe e Hiroaki Makibara.

Recorda-se, neste momento, que Mario Modaelli, Responsável pelo RH da área naquela ocasião, foi quem a entrevistou e aprovou a sua contratação. O destino começa a lhe pregar uma peça (rsrsrs).

Já no Governo Montoro, trabalhou com Rodolfo Gurgueira Pedro, na área da Diretoria de Administração e Finanças e, na sequencia, junto à área de expediente da Chefia de Gabinete, com Jair Gilberto de Oliveira e Jaine dos Santos Mendes Kom. Em seguida, passou a secretariar o Superintendente, Waldemar Sândoli Casadei, na ocasião. Toda esta evolução foi acontecendo naturalmente, mas um tanto rápido (1981/1985), inclusive no casamento , Suraya lembra que em menos de um ano ela e o Modaelli namoraram, noivaram e se casaram.

Era o ano de 1985, muitas mudanças no DAEE, politicas, estruturais, surgimento das Diretorias de Bacias, descentralização, foi ai que surgiu a oportunidade de trabalharem em Marilia, Continue Reading Uma mulher de muitas competências e facetas na sua evolução pessoal e profissional: Suraya Modaelli….

Anúncios

Um servidor (e pescador) do Vale do Ribeira, muito grato ao DAEE pelo que conquistou: Paulo Toshio Maebara.

25/11/2014 às 16:06 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: , ,

Depois de muito tempo sem matérias, conseguimos com muito custo, entrevistar um servidor muito carismático e responsável que atua na região do Vale do Ribeira: Paulo Toshio Maebara.

Admitido no DAEE em 03/05/1976, iniciou suas atividades como Auxiliar de Engenheiro.

Sua primeira atividade profissional foi na área de Obras, no Atendimento aos Municípios, antigo Grupo Tarefa, muito “famoso” pelo importante papel que exercia na época, acompanhamento das obras do Polder Registro I e II e Obras da Barragem do Valo Grande em Iguape.

Veio parar no DAEE, através do convite de outro servidor e amigo: João Alberto Perez Teotônio, cujo apelido: Mandi (ver matéria neste blog) também Auxiliar de Engenheiro, que já se encontrava no DAEE de Registro. Este o incentivou a vir ao DAEE. Hoje Mandi trabalha na Bacia do Baixo Tietê na cidade de Novo Horizonte.

Maebara e Mandi foram colegas no Colégio Agrícola onde efetuaram o curso de Técnico Agrícola na cidade de Jacareí. O primeiro superior de Maebara foi o Eng.º Souji Gozi e teve como Diretor da Regional o saudoso Engº Luiz Ken Itiro Shibata.

Chegando ao DAEE com curso médio (Técnico agrícola), teve que correr para iniciar logo um curso superior. Na região do Vale do Ribeira só havia uma Faculdade e cursos voltado para área de Magistério, Não perdeu tempo, e no segundo semestre após a chegada ao DAEE já estava cursando o curso de Ciências e posteriormente concluiu o de Matemática.

Maebara comenta que a sua evolução na carreira foi gradativa de luta, trabalho, profissionalismo, humildade e ética. Nunca perdeu a esperança, sempre foi batalhador e continua até hoje, sonhando em ver a Autarquia cada vez melhor em todos os aspectos, alias uma característica de todos da sua geração, ou seja, um elo muito forte com a Autarquia.

Desde 1988, é Responsável pelo Grupo Técnico de Informações Gerenciais da BRB (responsável pela área de informática) e pela Diretoria de Recursos Humanos desde o final de 1999, acumulando a função de Diretor Técnico II da BRB, e ainda dando apoio nas reuniões do Comitê de Bacias CBH-RB onde o Diretor Ney Akemaru Ikeda é o Secretário Executivo desde a sua criação há mais de 18 anos.

Maebara é um entusiasta, pois gosta do que faz e é muito grato ao DAEE pelo trabalho realizado, Continue Reading Um servidor (e pescador) do Vale do Ribeira, muito grato ao DAEE pelo que conquistou: Paulo Toshio Maebara….

A Bacia do Peixe Paranapanema – BPP e a carreira de um de seus fundadores: Denis Emanuel de Araújo

13/12/2013 às 13:42 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: ,

Denis E de AraujoDenis Emanuel de Araujo, nascido em outubro de 1951, é casado e pai de três filhos e uma filha, dois deles residentes em São Paulo. Sua formação acadêmica é de Tecnólogo pela FATEC/SP e Engenheiro Civil pela Faculdade de Engenharia de São Paulo. Foi admitido no DAEE em 26/08/1976, estando às vésperas de completar trinta e oito anos no serviço público.
Ao cursar na FATEC, na década de 1970, Tecnologia de Obras e Hidráulica, Denis nos conta que teve grandes professores que trabalhavam no DAEE, dentre eles os Engenheiros Flavio Terra Barth, Wilson Ourives e Dirceu D’Alkmin Telles. Ressalta, com orgulho, ter sido indicado por Flávio Terra Barth para atuar no DAEE, ao final de 1975, como estagiário, experiência esta que deu impulso a sua contratação em 1976. O convite para trabalhar no DAEE aconteceu no momento certo, logo após a sua formação técnica, época em que ocupava o cargo de Presidente da Diretoria Acadêmica do Centro Paula Souza e encerrava o seu estágio. Enquanto os estagiários da FATEC eram dispensados pelo DAEE, após conclusão do curso, ele foi indicado para ocupar o primeiro cargo de Tecnólogo no DAEE, já que acabava de ser aprovado, pelo Conselho Deliberativo do DAEE, a admissão de Tecnólogos. Denis explica que a coincidência foi que os documentos pertinentes à aprovação da admissão de Tecnólogos no DAEE chegaram em suas mãos, na Diretoria Acadêmica da FATEC, então entrou em contato com o Engenheiro Hiroaki Makibara, um dos diretores do DAEE, que agilizou as providencias para contratação.
Fazendo uma retrospectiva de sua vida profissional no DAEE, Denis iniciou seus trabalhos na Divisão de Planejamento de Obras Hidráulicas – PO e gostava do que fazia! O DAEE foi uma escolha e, por isso, Denis ressalta que trabalhava e aprendia muito com tantos profissionais que até hoje são referências no País, aproveitou o que lhe estava sendo estendido. Ao seu lado, teve grandes profissionais como o Engenheiro Sunao Assae, Consultor do DAEE e o Engenheiro Alcino Campos do Amaral , ambos membros da equipe do Flávio Terra Barth. Com Sunao, Denis menciona que trabalhava muito na área de fluviometria, junto aos rios Mogi Guaçu e Rio Pardo, foram inúmeras as viagens que lhe resultaram o vasto aprendizado nas questões técnicas e disciplinares.
Atuou também com o Engenheiro Luiz Fernando Carneseca, na equipe do Engenheiro João Gilberto Lotufo Conejo, em trabalhos voltados ao levantamento de saneamento básico nos municípios, que resultou na efetivação do inventário de saneamento de todo o Estado de São Paulo.
Em 1983 com a mudança de Governo e adequação das Diretorias no DAEE, Denis passou a atuar na Diretoria de Projetos, Continue Reading A Bacia do Peixe Paranapanema – BPP e a carreira de um de seus fundadores: Denis Emanuel de Araújo…

Uma servidora sempre sorridente frente à Diretoria Administrativa do Centro Tecnológico de Hidráulica e Recursos Hídricos – Margarete Cristina G.O. Vida.

04/06/2013 às 17:47 | Publicado em Sem categoria | 5 Comentários
Tags: ,

Margarete

Margarete

Margarete e parte da sua equipe

Margarete e parte da sua equipe

No dia 15/5 estivemos no CTH – Centro Tecnológico de Hidráulica e Recursos Hídricos, para conversarmos com a Diretora Administrativa da Unidade: Margarete Cristina Gomes de Oliveira Vida.

O CTH é uma das unidades do DAEE, sediada na Cidade Universitária. Tem por atribuição desenvolver estudos nas áreas de engenharia hidráulica e hidrologia, bem como planejar, operar e processar as informações da Rede Hidrológica do DAEE, disponibilizando esses dados para o público interessado. Conta em seus quadros com renomados profissionais na área de engenharia hidráulica e hidrológica.

Mas retornando a nossa Marga, como é chamada pelos mais próximos, foi admitida para atuar na unidade com seus 18 aninhos. Começou em dezembro de 1977 com o cargo de escriturária. Teve a influência de sua vizinha Zenaide Alves dos Santos, a responsável pela seção de pessoal da unidade, que contou que haveria um processo seletivo para contratação de novos servidores, ao que ela se candidatou de imediato.

Tendo sido aprovada no teste, iniciou suas atividades na área administrativa, sob o comando de Dona Mercedes Pinto Guimarães, uma excelente profissional, dedicada, experiente, eficiente, e segundo os servidores bastante severa no desempenho das atribuições da sua unidade, o que segundo Margarete foi vital e de extrema importância na sua evolução profissional. Nunca mais conseguiu esquecer os ensinamentos de Dona Mercedes, ela deixou muita lembrança e aprendizado a sua equipe.

Segundo Margarete as pessoas podem até se ressentir de chefes severos, rigorosos, no inicio de suas carreiras, é como se fossem professores mais exigentes. Porém com o passar do tempo, todos nós lembramos que estas pessoas foram importantes na nossa formação, afinal até pra ser exigente, você tem que ter conhecimento profundo do seu oficio.

Tudo corria super bem nesta área, porém com dois meses (fev/78), foi convidada Continue Reading Uma servidora sempre sorridente frente à Diretoria Administrativa do Centro Tecnológico de Hidráulica e Recursos Hídricos – Margarete Cristina G.O. Vida….

Carros Oficiais e Licenciamento de veículos, deste assunto ela entende: Marlene Sene Boggian.

23/05/2013 às 13:39 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags: ,

IMG258Marlene Sene Bogian é uma daquelas mulheres determinadas, fortes, com senso de responsabilidade enorme e que apesar de não terem tido a oportunidade de terminarem seus estudos junto a universidades, etc., vão à luta e fazem seu trabalho com muita vontade, criatividade e determinação.

Admitida pelo DAEE em 1976 a principio num contrato temporário de 03 meses, depois estendido para 06 meses, foi posteriormente contratada. Começou atuando na área administrativa, onde fazia pedidos datilografados num papel grande (tipo mimeografo) com inúmeras folhas com papel carbono. Atuava na área de compras com Dr.Takaashi, depois com Tokio Hirata, hoje Diretor da BTG – Bacia do Turvo Grande em S.J. do Rio Preto.

Atuou também como secretaria da secretaria do Capitão Noray, o qual considerava rígido, mas no final aprendeu muito com ele. Disse que uma vez foi corrigida por ele sobre um serviço, ficando muito chateada por isto, mas que com o tempo nunca mais esqueceu nem cometeu o mesmo erro.

Em 1984, com o nascimento do primeiro filho, foi transferida para a Contabilidade sob a coordenação de Joao Bartholomeu Netto. Fazia pagamentos da folha de pagamento, das desapropriações, as construtoras e empreiteiras, etc. Era um trabalho de grande responsabilidade, mas, que ela gostava muito e dava conta do recado.

Quando foi para a contabilidade, não gostou muito pois não foi sua opção, porém tem percebido em sua vida como uma constante, que sempre que surgem mudanças apesar de parecerem não tão positivas, com o longo do tempo se mostram boas para sua vida. No caso desta em especial, como estava gravida o trabalho era mais leve e com maior liberdade de poder se ausentar e fazer o pré-natal necessário a sua gestação.

Já em 1995, foi trabalhar junto a Divisão de Transportes – ADT na Vila dos Remédios por ser mais próximo a sua residência.  O Diretor da época João Barardi. Continue Reading Carros Oficiais e Licenciamento de veículos, deste assunto ela entende: Marlene Sene Boggian….

Uma profissional com “saberes múltiplos” (e excelente memória) atuando junto a Diretoria Financeira – DOF: Ivone Aparecida do Rozário.

27/03/2013 às 18:42 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags: , ,

Ivone (4)Ivone Aparecida do Rozário que trabalha atualmente na DOF – Diretoria Financeira está no DAEE desde 23.05.77. A nosso pedido contou-nos um pouco sobre sua trajetória profissional, já que está na Autarquia há longa data.

Nestes casos as histórias de vida profissional dos servidores fundem-se a trajetória de obras e atuação da Autarquia, o que é muito bom pois temos um painel histórico sobre o DAEE também.

Ivone começou no DAEE como escriturária, como era chamada função hoje denominada de oficial administrativo, para prestar serviços na então existente Divisão de Eletrificação Rural. Após um pequeno período, foi trabalhar diretamente com o Diretor da Divisão na época, Dr. Aldo Pedro Buono, aproximadamente por sete anos.

Assim que começou a trabalhar, conseguiu custear os estudos, pois Ivone sempre gostou muito de estudar e aprender. Estudando à noite, concluiu o curso de Serviço Social pela PUC-SP em 1983, justamente na época de uma grande guinada na Autarquia, com a entrada de um novo partido político no Governo do Estado, o que possibilitou o seu aproveitamento profissional começando assim a exercer sua profissão dentro do DAEE.

Assim sendo, foi promovida para o que hoje se chama Encarregado II e posteriormente para Chefe II. Segundo ela, trabalhar no Serviço Social do DAEE, com um público de diferentes perfis e limitação de recursos, foi complicado, mas de um grande aprendizado. Até hoje, mesmo tendo se passado muito tempo em que deixou de atuar nessa área, lembra-se bem de alguns acompanhamentos sociais que foram marcantes, uns pela tristeza e outros pela alegria de ter alcançado os resultados almejados.

Porém infelizmente, o nosso Serviço Social foi perdendo a maioria de seus funcionários, uns por aposentadoria, outros por mudança para outras áreas, mas gosta de lembrar algumas pessoas marcantes nesta sua trajetória como: Regina Augusta por sua firmeza de idéias, da Iliani Camati e da Vera Guidotti pela alegria e da nossa antiga Chefe, Joana Neide, Continue Reading Uma profissional com “saberes múltiplos” (e excelente memória) atuando junto a Diretoria Financeira – DOF: Ivone Aparecida do Rozário….

Uma “engenheira do barulho” atuando na BTG/São José do Rio Preto: Márcia R.Brunca Garcia

22/03/2013 às 17:04 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: , ,

Márcia BruncaMárcia Regina Brunca Garcia ingressou no DAEE no ano de 2004 como estagiária na área de Outorgas de Recursos Hídricos, ainda quando cursava a Faculdade de Engenharia Civil, e também trabalhou nos Comitês de Bacias do Turvo/Grande e do Rio São José dos Dourados na área de Capacitação no Programa pelo Uso Racional da Água.

No ano de 2006 foi aprovada no Concurso do DAEE como Engenheira, onde atualmente é Assistente da Diretoria do Turvo/Grande, auxiliando nos Convênios DAEE e prefeituras e outras atividades desenvolvidas pela Diretoria da Bacia do Turvo/Grande em São José do Rio Preto. Acompanha e apoia sempre o Diretor da Unidade: Tokio Hirata em eventos, reuniões e compromissos da unidade.

Marcia é “pau pra toda obra”, pois podemos vê-la sempre participando de reuniões dos mais variados temas: RH, Informática, 5S, Comitês, etc. Enfim uma profissional jovem e muito dedicada que se dispõe a empenhar-se  sempre mais pela sua unidade de trabalho.

Além disto, também é muito conhecida na Diretoria da Bacia do Turvo Grande por fazer muito barulho e quando não está todos reclamam do silêncio no ambiente.

A Márcia é muito querida pelos colegas da BTG e está sempre disponível para ajudar as pessoas com os problemas do dia a dia, gosta de ouvir a apoiar.

Moradora da cidade de Nova Granada, distante 35 km de São José do Rio Preto, é casada há 03 anos e está no 5º mês de gravidez, aguardando a chegada da Yasmin em agosto de 2013.

Ser engenheira, com uma gama enorme de atividades, dedicar-se com profissionalismo ao seu trabalho e ser mãe é uma das tarefas árduas a Continue Reading Uma “engenheira do barulho” atuando na BTG/São José do Rio Preto: Márcia R.Brunca Garcia…

Uma servidora experiente gerenciando a Seção de Expediente da Chefia de Gabinete do DAEE – Katia Rossana de Oliveira.

20/03/2013 às 12:48 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags: ,

OLYMPUS DIGITAL CAMERAKatia Rossana de Oliveira admitida no DAEE em 14/08/1978, aos 18 anos de idade, conta com desenvoltura sobre sua trajetória. Inicialmente, atuou com Dr. Salomão Szulman na antiga DP – Diretoria de Planejamento e Controle.

Mais tarde, foi trabalhar no Setor de Águas Subterrâneas (SAT), onde Dr. Ivanir Borella Mariano era o responsável pela área, e lá ficou por muitos anos até extinção da unidade “com a chegada do governo Montoro”.   “Ali foi um período de grande aprendizado”, comenta Kátia e explica que teve a oportunidade de conhecer profundamente a engenharia no DAEE: serviços de perfuração de poços, cadastramento de recursos hídricos, enfim.

Na SAT/Águas Subterrâneas, iniciou a montagem de um centro aerofotogramétrico, junção de documentos de imagens aéreas de satélite, fotografias aéreas, cuja finalidade era realizar o recadastramento de poços no estado de São Paulo. Na área, o grupo era muito unido e a maioria eram engenheiros, os quais cita no geral com carinho, temendo não conseguir registrar o nome de todos: José Eduardo Campos, Reinaldo de Jesus Passerini, Antônio Carlos Bertachini e João Roberto Scavazza (os dois últimos desligados desde 1982). Este Setor de Documentação da SAT lhe trouxe a oportunidade de colocar em prática o aprendizado de sua formação – Biblioteconomia, que cursou junto a FESPSP (Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo); na ocasião, subordinada a Sra. Julce Mary Cornelsen (desligada do DAEE em 1983), e menciona que esta foi sua “grande professora no DAEE”. Kátia conta que Biblioteconomia foi um curso muito bem escolhido porque lhe trouxe grande satisfação pessoal.

Desde jovem, filha de pais separados, sempre teve que lutar para conseguir seu espaço Continue Reading Uma servidora experiente gerenciando a Seção de Expediente da Chefia de Gabinete do DAEE – Katia Rossana de Oliveira….

Uma homenagem da Equipe do RHPS a uma assistente social que gosta do que faz: Maria Silvia Barrozo.

18/03/2013 às 19:34 | Publicado em Sem categoria | 8 Comentários
Tags: , ,

silvia (1)Como uma das administradoras deste blog, sempre primei pelo ato de servir ao DAEE e o seu quadro de servidores, afinal é pra isto que aqui estou e também é isto que gosto de fazer.

Funcionária desde 1977, hoje atuando como assistente social da DHU/RHPS, optei por não fazer uma entrevista minha, afinal todos já me conhecem, achando ainda que não seria ético. Alias pequei porque inclusive ninguém da equipe tem post neste blog apesar da importância do serviço que realizam para o DAEE.

Porém repensando e após um pedido da equipe do RHPS- Serviço Técnico Social, a qual fiquei lisonjeada, guardei este texto por mais de 01 ano, preferindo agradecer mas não publicar. Neste mês de homenagem as mulheres profissionais, onde publicamos vários posts sobre mulheres do DAEE, a equipe do RHPS  pede novamente para que seja publicado, afinal outras pessoas também enviam texto com suas sugestões que nós acatamos e publicamos.

Segue o texto da equipe do RHPS, uma  homenagem como eles mesmo dizem. Destaco que não há motivos para badalações ou adulações, o texto é sincero e desprovido de desinteresse, pois todos que atuam no RHPS são felizes e competentes naquilo que fazem, dispostos, cheios de energia e entusiamo (em grego ter Deus dentro de você), não necessitando deste tipo de coisa.

Segue texto, “sem cortes”. (risos) e com muito orgulho de quem se sente parte de uma equipe com pessoas super profissionais e muito amigas (os) também, isto faz realmente a diferença.

Uma visão da Equipe RHPS:  

Maria Silvia Barrozo,  funcionária que, de fato,  “veste a camisa do DAEE”. Admitida em Novembro/1977, ainda “menina”, aos 16 anos,  como servidora junto ao CTH, já nos contou que  teve a oportunidade de lidar com pessoas incríveis, outras “difíceis”, mas que  todas   contribuíram, a seu modo, com a evolução da sua história por aqui. Este local (CTH) foi muito importante dando uma diretriz e forma ao seu jeito de trabalhar.   Continue Reading Uma homenagem da Equipe do RHPS a uma assistente social que gosta do que faz: Maria Silvia Barrozo….

Uma bibliotecária a frente da CADA/DAEE – Comissão de Avaliação de Documentos e Acesso – Patrícia Regina Vieira de Almeida.

13/03/2013 às 17:20 | Publicado em Sem categoria | 2 Comentários
Tags: ,

Patricia 008Aproveitamos para entrevistar neste mês a Responsável  pela Área que está na coordenação do trabalho de organização de documentos de arquivo no estado todo: Patrícia – Bibliotecária esta a frente da CADA – Comissão e Avaliação de Documentos e Acesso no DAEE.

Ela foi admitida no DAEE em agosto de 1976 como escriturária aos 16 anos na Divisão de Materiais, antiga ADM na Seção de Contas de Fornecedores, trabalhando com o Sr. Sávio Jardim Arantes e subordinados ao Eng. Tokio Hirata e Dr. Takahashi, permaneceu nesta área sete anos.

Após,  foi trabalhar na Biblioteca Central do DAEE, uma vez que cursava a Faculdade de Biblioteconomia.  A Biblioteca era subordinada à SAT- Assessoria Técnica e a responsável era a Dra. Marly Mingione.

A área técnica de Documentação e Biblioteca, não tinha aporte financeiro necessário para efetuar todas as aquisições de livros e atualizar as muitas publicações nacionais e estrangeiras, tínhamos, também, as assinaturas de periódicos, LEX e de diversas doações e empréstimos entre Bibliotecas. O acervo da Biblioteca Central era muito rico na área de Engenharia e Recursos Hídricos, e com o passar dos anos passou a ter muitas obras jurídicas.  Segundo ela, infelizmente, os profissionais da área de documentação Técnica foram se desinteressando em pernamecer no setor por não terem uma carreira e também pela falta de investimento nos setores de aerofotogrametria, relatórios técnicos e mapotecas.

No Setor de Documentação e Biblioteca trabalhou com a Kátia Rossana, Cleide Regina Hee, Maria Odete, Maria Luiza, Satiko Morita, Lucy Elene Ferraro, Bernadete Leite, Angela Pereira de Souza, Kinue Saito, Zuleide, Denise G. do Amaral,  algumas delas ainda em atuação no DAEE .

Em 1988, nasceu sua primeira filha e, em 1990 o filho. A menina chegou a ficar na creche Continue Reading Uma bibliotecária a frente da CADA/DAEE – Comissão de Avaliação de Documentos e Acesso – Patrícia Regina Vieira de Almeida….

Próxima Página »

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.