1º de Outubro – Dia Nacional do Idoso e Semana do Idoso no CRI/Norte

24/09/2012 às 18:45 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: , ,
Dia do Idoso é comemorado no Brasil no dia 1º de 
Outubro e tem como objetivo a valorização do idoso. 
Até o ano de 2006, esta data era celebrada no dia 27 de Setembro, porém, em razão da criação do estatuto do idoso e 1º de Outubro, 
o dia do idoso foi transferido para esta data de 
acordo com a lei número 11.433 de 28 de Dezembro de 2006.
Nesta data são realizadas várias comemorações, entre as quais a 
que citamos abaixo a serem realizadas no CRI/Norte:
 
Programação Especial da Semana do Idoso – 01 a 05 de Outubro/2012

01/10 –
2ª feira
8h – Caminhada do Dia Internacional do Idoso
Ponto de encontro: CRIosque
9h - Bate Papo com o especialista: Depressão e Auto Cuidado
Psicóloga: Isabel Leite
Local: Auditório
10h às 16h - Beleza na Maturidade
Profissionais: APBM&F BOVESPA, Makino X e Voluntários do Centro de 
Convivência
Corte de Cabelo, Limpeza de Pele, Manicure e Reflexologia 
Local: Salão de Eventos
Inscrições prévias no Centro de Convivência
14h – Bate Papo com o especialista: Estatuto do Idoso – Uma conquista?
Assistente Social: Fernanda Maria Fávere Augusto
Local: Auditório

02/10 – 3ª feira
9h - Missa em homenagem ao Dia Internacional do Idoso
Participação especial: Arautos do Evangelho
Local: Auditório
14h - Sarau Literário
Participação especial: Trovadores Urbanos e Grupo de Teatro CRI Norte
Local: Auditório

03/10 – 4ª feira
7h45 – Tênis de Quadra
Ponto de encontro: CRIosque
9h30 - Cine CRI - Especial Charlie Chaplin 
Filmes: Carlitos nas Trincheiras, Idílio Campestre e Dia de Prazer

Continue Reading 1º de Outubro – Dia Nacional do Idoso e Semana do Idoso no CRI/Norte…

Anúncios

Projeto Cuidador do IPC – Curso: “Cuidar é essencial” de 20 e 27/10/12 – Participe

11/09/2012 às 14:14 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: , ,

O Instituto Paulista de Cancerologia – IPC é a primeira clínica de tratamento do câncer a agregar em suas  instalações uma equipe multiprofissional altamente qualificada. O objetivo desta equipe é a qualidade de vida de seus pacientes desde a prevenção do câncer, diagnóstico, tratamento, cura ou cuidados paliativos.“Tratamos também das emoções, do estigma de ser portador decâncer, da falta de informação e dos direitos do paciente. Respeitamos a individualidade do paciente e acompanhamos também sua família. Isso vai muito além do diagnóstico e do tratamento oncológico clínico e cirúrgico”.

Com toda sua experiencia com relação ao tema acima, o IPC realizará de 20 e 27/10 o curso: “Cuidar é essencial”. Trata-se de orientar pessoas que cuidam de pessoas enfermas, e prepará-las para a realização do trabalho com um pouco mais de informções, além de ser um canal de conhecimento e preparo para uma tarefa que exige muita dedicação, paciencia, amor.

Devido a isto estamos anexando abaixo o texto, que pode explicar melhor o papel do cuidador, reforçando a importancia de participar de cursos desta natureza.

A importância do cuidador no acompanhamento de pessoas que necessitam de cuidados contínuos

Com o avançar da medicina e de suas técnicas, muitas doenças passaram a ter opções de tratamento que melhoraram a sobrevida e proporcionaram melhor qualidade de vida ao paciente. Isto significa que vivemos mais e melhor independente de alguma doença crônica como o câncer e outras doenças.

Outro fator que merece destaque é que a população está envelhecendo mais. Recentemente, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou os resultados do Censo 2010. Os números revelam que a população idosa representa 7,4% da população brasileira. No censo 2000, os idosos eram 5.9% e em 1991 este número não passava dos 5%. Como a população está mais velha, surgem mais doenças crônicas e a figura do cuidador ganha destaque.

O cuidador é aquela pessoa que se predispõe a acompanhar o paciente que necessita de cuidados contínuos. Existem dois tipos de cuidador: o cuidador formal – pessoa que exerce a função Continue Reading Projeto Cuidador do IPC – Curso: “Cuidar é essencial” de 20 e 27/10/12 – Participe…

Idoso Profissional – por Nelson Motta.

20/08/2012 às 19:08 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: ,

Li recentemente um livro sobre música popular brasileira de Nelson Motta – o titulo: “Noites Tropicais”.  Achei o autor interessante, inteligente, e bastante criativo. O livro bacana e cativante. Pesquisei sobre  autor e por isto o texto abaixo, já que agora ele (e muitos outros artistas consagrados) também faz(em) parte do grupo da terceira idade, o restante continua igual e a linguagem idem.  Vale a pena para reflexão geral.

Quando completei 60 anos e passei a desfrutar dos privilégios reservados aos idosos em filas de aeroportos e bancos, me consolei pensando que a velhice poderia ter algumas vantagens. Mas não é bem assim. Uma fila com três idosos num balcão de aeroporto pode levar mais tempo do que uma de 12 não idosos ao lado, porque os velhinhos demoram muito, adoram conversar com as atendentes. No banco, é pior ainda, com senhas esquecidas e extratos extraviados.

Nesse caso, os idosos mais profissionais escolhem a fila comum, e os mais bobos e vaidosos também, para não confessar publicamente a idade. É claro que envelhecer não é agradável, mas já foi muito pior, nem faz tanto tempo assim, quando a expectativa de vida era de 50 anos e não havia antibióticos. O chato é que, quanto maior a experiência, o aprendizado com os erros, as vivências e informações acumuladas, menor o tempo para usá-las.

Uma das melhores – e piores – consequências do progresso científico e da prosperidade econômica foi o aumento espantoso da expectativa de vida no Brasil. Viver mais é uma ótima notícia, mas, se for para viver mal, sem saúde, segurança e conforto, é péssima. Como pagar aposentadorias dignas a milhões de trabalhadores, sem quebrar a Previdência? Como abrigar e cuidar dessas multidões de novos velhos pobres? Os indiferentes de hoje são os idosos de amanhã, se chegarem lá.

No Brasil tem bolsa para todo mundo, até as famílias dos presos recebem a bolsa-bandido, de R$ 860 mensais, certamente mais do que grande parte dos idosos brasileiros, que trabalharam a vida inteira, sobreviveram a planos econômicos desastrosos, roubalheiras incomensuráveis e incompetência dos seus governantes. Muitos presidiários vivem bem melhor do que idosos pobres, presos em casa e em asilos.

Civilizações mais antigas, e por isso mais sábias e experientes, como a China e o Japão, valorizam, respeitam e preservam seus velhos justamente por sua experiência e sabedoria. Eles são valiosos, o Estado investiu muito dinheiro neles, em sua educação, saúde e formação profissional, e o pior dos desperdícios é esquecer que eles existem.

Texto extraido do site www.estadao.com.br de 27/07/12.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.