2012 – Ano Internacional do Cooperativismo – “Cooperativas constroem um mundo melhor”

23/11/2012 às 16:04 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags:

O Ano Internacional das Cooperativas é fruto da estreita relação entre a Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e a Organização das Nações Unida (ONU), que têm como objetivo comum buscar o desenvolvimento econômico sustentado, a mitigação da pobreza e a intercooperação. Dessa aproximação, resultou, em 2009, a Resolução A/RES/64/136, que institui o ano comemorativo.

slogan escolhido para nortear as ações de 2012 foi “Cooperativas constroem um mundo melhor”. A temática reflete não apenas o espírito cooperativista, mas também o compromisso do segmento com o desenvolvimento global. Com isso, a ONU sugere ações ligadas ao empoderamento feminino, à inclusão de jovens e no mercado de trabalho e ao empreendedorismo, que mostram o cooperativismo como instrumento para geração de renda e, consequente, redução da pobreza.

Dentre outros objetivos, destaca-se:

Aumentar a consciência pública sobre as cooperativas e os benefícios aos seus membros, a contribuição para o desenvolvimento social e econômico e a integração com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio;
Promover a conscientização na rede global sobre o cooperativismo e seus esforços para fortalecer as comunidades, democracia e paz;
Promover a criação e crescimento de cooperativas e ações para atender às necessidades socioeconômicas do setor;

Encorajar os governos para estabelecer políticas, leis e regulamentos que levam à criação, crescimento e sustentabilidades das cooperativas.

Cooperativismo – O que é?

Uma forma de organização que tem como diferencial promover o desenvolvimento econômico e o bem-estar social simultaneamente. Baseado na união de pessoas, sendo este o seu maior capital, o cooperativismo é um modelo socioeconômico com referenciais de participação democrática, solidariedade, independência e autonomia, que busca a prosperidade conjunta e não a individual. Por sua natureza e particularidades, alia o economicamente viável ao ecologicamente correto e ao socialmente justo.

Cooperativismo no Mundo:  Continue Reading 2012 – Ano Internacional do Cooperativismo – “Cooperativas constroem um mundo melhor”…

Anúncios

Da Diretoria de Planejamento antiga DP até o Cooperativismo: um engenheiro com olhar voltado ao social, José Carlos Pissaia.

04/02/2011 às 17:54 | Publicado em COOPERHIDRO | 13 Comentários
Tags: ,

José Carlos Pissaia, ou Pissaia como popularmente é conhecido, é dessas pessoas abertas que em meia hora de conversa, com extrema sinceridade e sem restrições te contam toda a vida, nos mínimos detalhes, sem preocupação de estar se expondo ou se ridicularizando. Apenas com intenção de compartilhar sua vivência, em relatos sempre cheios de emoção e empolgação de maneira que de alguma forma a sua história, por mais simples que possa ser, possa ajudar aquele que está ouvindo.

Beirando os 60 anos, casado pela segunda vez, pai de 04 filhos, Carolina, Raphael e Fábio do primeiro e a pequena Manuela do segundo casamento, avô de Enrico e Maria Eduarda, começou a trabalhar no DAEE em janeiro de 1976. Na época, recém- formado em engenharia civil iniciou suas atividades como engenheiro na Diretoria de Planejamento, famosa e antiga DP, que tinha Arnaldo Pereira da Silva como diretor geral e quase 500 funcionários.

O DAEE naquele tempo tinha quase 3.500 servidores e a DP era o coração da autarquia, o que causava certa ciumeira nas demais diretorias, lembra Pissaia. Seu primeiro trabalho foi na Seção de Controle de Atividades e seus primeiros chefes foram Antônio Bragança, atual assessor técnico chefe da superintendência, Plácido Venerando Garcelan, com quem aprendeu muito sobre o serviço público, e Rodolpho Gurgueira, na época visto como um diretor “chato” por ser muito metódico e exigente, mas que logo ganhou sua admiração e amizade pela competência e profissionalismo. Aprendeu muito com ele.

Era uma área ótima para quem começava, pois fazia o acompanhamento e controle de todas as atividades realizadas pelo DAEE. Pissaia foi contratado juntamente com outro engenheiro, o amigo e parceiro de república na época da faculdade, Ruy David Spinardi, para realizar o acompanhamento mensal de todas as obras empreendidas pelo DAEE. Isso lhe deu uma enorme bagagem técnica e um amplo relacionamento com todos os funcionários desde o mais humilde até o mais graduado, além da oportunidade de conhecer todas as unidades do interior e viajar por quase todo o Estado.

Em dois anos visitou por diversas vezes todas as diretorias do DAEE, conheceu mais de 350 municípios e percorreu mais de 60.000 km de estradas. Foi também um período fértil em relacionamentos, pois conheceu muitos funcionários e todos os diretores do interior e da capital, muitos dos quais permanecem e são seus amigos até hoje.  Nestas viagens, realizadas juntamente com o amigo Spinardi, a atividade básica era vistoriar as ações do DAEE e acompanhar seu desenvolvimento. Fotografavam tudo com uma máquina fotográfica Pentax (analógica – não tinha digital naquela época) e depois montavam um relatório técnico das obras visitadas. A atividade era nova dentro do DAEE e alguns diretores da época no começo não entendiam e olhavam com desconfiança e não gostavam muito da visita daqueles dois engenheiros novatos querendo saber de tudo e fotografando cada detalhe das suas obras. Com a rotina mensal de visitas essa impressão foi logo desfeita e deu lugar a boas amizades, que perduram até hoje.

Por volta de 1978 o DAEE contraiu um grande empréstimo junto ao extinto BNH para atender ao Plano de Combate a Enchentes na Região Metropolitana de São Paulo que deu início as grandes obras contra enchentes no rio Tietê e Continue Reading Da Diretoria de Planejamento antiga DP até o Cooperativismo: um engenheiro com olhar voltado ao social, José Carlos Pissaia….

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.