Uma profissional com “saberes múltiplos” (e excelente memória) atuando junto a Diretoria Financeira – DOF: Ivone Aparecida do Rozário.

27/03/2013 às 18:42 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags: , ,

Ivone (4)Ivone Aparecida do Rozário que trabalha atualmente na DOF – Diretoria Financeira está no DAEE desde 23.05.77. A nosso pedido contou-nos um pouco sobre sua trajetória profissional, já que está na Autarquia há longa data.

Nestes casos as histórias de vida profissional dos servidores fundem-se a trajetória de obras e atuação da Autarquia, o que é muito bom pois temos um painel histórico sobre o DAEE também.

Ivone começou no DAEE como escriturária, como era chamada função hoje denominada de oficial administrativo, para prestar serviços na então existente Divisão de Eletrificação Rural. Após um pequeno período, foi trabalhar diretamente com o Diretor da Divisão na época, Dr. Aldo Pedro Buono, aproximadamente por sete anos.

Assim que começou a trabalhar, conseguiu custear os estudos, pois Ivone sempre gostou muito de estudar e aprender. Estudando à noite, concluiu o curso de Serviço Social pela PUC-SP em 1983, justamente na época de uma grande guinada na Autarquia, com a entrada de um novo partido político no Governo do Estado, o que possibilitou o seu aproveitamento profissional começando assim a exercer sua profissão dentro do DAEE.

Assim sendo, foi promovida para o que hoje se chama Encarregado II e posteriormente para Chefe II. Segundo ela, trabalhar no Serviço Social do DAEE, com um público de diferentes perfis e limitação de recursos, foi complicado, mas de um grande aprendizado. Até hoje, mesmo tendo se passado muito tempo em que deixou de atuar nessa área, lembra-se bem de alguns acompanhamentos sociais que foram marcantes, uns pela tristeza e outros pela alegria de ter alcançado os resultados almejados.

Porém infelizmente, o nosso Serviço Social foi perdendo a maioria de seus funcionários, uns por aposentadoria, outros por mudança para outras áreas, mas gosta de lembrar algumas pessoas marcantes nesta sua trajetória como: Regina Augusta por sua firmeza de idéias, da Iliani Camati e da Vera Guidotti pela alegria e da nossa antiga Chefe, Joana Neide, que apesar de muitas divergências por eu ter um gênio, direi assim, um tanto difícil, tinha uma doçura imensa e muita paciência para liderar tantos egos. Gosto também da amizade que ainda mantenho com a Maria Sílvia, que hoje é a responsável pela área. Tenho orgulho disto, começamos juntas e o aprendizado e compartilhamento de ideais na época foi reciproco.

Como tudo na minha vida profissional rege-se pelas viradas de Governo, quando da mudança ocorrida em 1995, em que o DAEE passou por outra grande transformação em seus quadros, em 1996 foi trabalhar na Diretoria Financeira, onde está até a presente data.

Foi uma mudança radical, onde teve que aprender praticamente tudo e voltar, também, a cuidar da parte administrativa de uma Diretoria de Departamento. Foi um aprendizado e um reaprendizado, mas neste período pode contar sempre com a colaboração dos funcionários da DOF, que sempre a apoiaram e que nunca se recusaram a me prestar qualquer informação para realização do seu trabalho.

Para melhorar o desempenho, resolveu cursar uma nova faculdade, escolhendo, portanto estudar Direito pela UNIFMU, se formando em 2002.

Seu trabalho atual consiste em cuidar de toda a parte administrativa, do que faz parte da rotina do expediente de uma Diretoria que atende a todo o DAEE, recebendo, analisando e distribuindo os autos, processos e documentos, desde pagamentos de serviços de utilidade pública, até o pagamento de serviços de pequenas e grandes obras de engenharia, que afinal é a vocação do DAEE, convênios com prefeituras e as obras do Programa Água Limpa, trabalho que ajuda e muito a melhorar o nível de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) dos municípios do nosso Estado.

Nossa Diretoria (DOF) é a responsável pela área de planejamento e contabilidade do DAEE e ter agilidade no trâmite processual, foco com relação aos prazos e distribuição correta dos trabalhos às áreas técnicas, são os objetivos de seu desempenho profissional.

Trabalha diretamente com profissionais qualificados como José Borzani, Silvio Bonaldi e Carlos Katuni, que estou nomeando por representar todos os outros, grandes conhecedores de administração pública e Ismar Lissner, nosso Diretor Financeiro, a que presto assessoria quanto à forma em que a parte administrativa é conduzida.

Segundo ela, a sua trajetória no DAEE é de uma pessoa que construiu uma carreira, hoje exerço a função de Diretor Técnico II, depois de ter sido Assistente Técnico III e IV, ou seja, houve uma evolução natural.  Apesar de muitas pessoas não conhecerem efetivamente o trabalho que exerce um funcionário administrativo, considero nosso trabalho, assim como de outras pessoas que se encontram na mesma função, muito importante, pois imaginem se um Diretor Financeiro tivesse que se preocupar com todo o trâmite processual da Diretoria, ficaria o tempo todo apenas despachando papéis. Ter discernimento para tomar decisões, ter foco no trabalho e responsabilidade, faz parte do meu papel (e segundo esta gestora de blog oriunda da área de RH: competências naturais para o exercício do cargo).

Como contribuição, participo ainda, de algumas comissões averiguatórias que são instauradas pelo Superintendente.

Com relação a minha vida pessoal, eu sou solteira, não tenho filhos, mas cuido dos meus pais que são idosos e precisam de mim, tenho um vida sem muito “glamour”, gosto de morar só, ter um espaço em que ao chegar em casa, possa jogar meus sapatos de “salto alto” em qualquer lugar, sem ter ninguém que reclame, de ler até de madrugada, ver filmes, viajar, tudo muito simples, mas muito bom e que lhe dá prazer.

Perguntada se se lembra de algo que ficou marcado na sua memória quanto a sua trajetória, destaca que com relação às coisas boas que aconteceram no decorrer do seu trabalho, uma marcou bastante, que até hoje se lembra com uma clareza surpreendente: as viagens ao Japão, em que os funcionários do DAEE para tratarem dos assuntos relacionados às obras da Calha do Tietê, eram organizados em parte por mim e pelo José Borzani. Estava difícil conseguir a aprovação para obras do que chamamos de Trecho Urbano da Calha e tivemos que organizar rapidamente uma missão e deu certo. Quando o Consulado do Japão informou que o resultado fora positivo para o empréstimo, o Engenheiro Adolfo, me ligou imediatamente e disse quanto todos foram importantes para esta decisão.

Olhando, hoje, esta obra tão grandiosa realizada pelo DAEE sinto que colaborei para que ela de fato existisse e isto me deixa muito feliz e realizada profissionalmente.

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. A descrição perfeita de uma pessoa que sempre me atendeu com presteza na busca de soluções de problemas. Parabéns.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: