2012 – Ano Internacional do Cooperativismo – “Cooperativas constroem um mundo melhor”

23/11/2012 às 16:04 | Publicado em Sem categoria | 1 Comentário
Tags:

O Ano Internacional das Cooperativas é fruto da estreita relação entre a Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e a Organização das Nações Unida (ONU), que têm como objetivo comum buscar o desenvolvimento econômico sustentado, a mitigação da pobreza e a intercooperação. Dessa aproximação, resultou, em 2009, a Resolução A/RES/64/136, que institui o ano comemorativo.

slogan escolhido para nortear as ações de 2012 foi “Cooperativas constroem um mundo melhor”. A temática reflete não apenas o espírito cooperativista, mas também o compromisso do segmento com o desenvolvimento global. Com isso, a ONU sugere ações ligadas ao empoderamento feminino, à inclusão de jovens e no mercado de trabalho e ao empreendedorismo, que mostram o cooperativismo como instrumento para geração de renda e, consequente, redução da pobreza.

Dentre outros objetivos, destaca-se:

Aumentar a consciência pública sobre as cooperativas e os benefícios aos seus membros, a contribuição para o desenvolvimento social e econômico e a integração com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio;
Promover a conscientização na rede global sobre o cooperativismo e seus esforços para fortalecer as comunidades, democracia e paz;
Promover a criação e crescimento de cooperativas e ações para atender às necessidades socioeconômicas do setor;

Encorajar os governos para estabelecer políticas, leis e regulamentos que levam à criação, crescimento e sustentabilidades das cooperativas.

Cooperativismo – O que é?

Uma forma de organização que tem como diferencial promover o desenvolvimento econômico e o bem-estar social simultaneamente. Baseado na união de pessoas, sendo este o seu maior capital, o cooperativismo é um modelo socioeconômico com referenciais de participação democrática, solidariedade, independência e autonomia, que busca a prosperidade conjunta e não a individual. Por sua natureza e particularidades, alia o economicamente viável ao ecologicamente correto e ao socialmente justo.

Cooperativismo no Mundo: 

A ideia de trabalhar com o modelo cooperativo surgiu no século XVIII, após a Revolução Industrial, na Inglaterra. Um grupo de 28 operários da cidade de Rochdale, na região de Manchester, em sua maioria tecelões, se uniu para superar as dificuldades e buscar uma forma de organização mais justa e democrática. Em 1844, nascia a primeira cooperativa moderna, a Sociedade dos Probos de Rochdale, pertencente ao Ramo Consumo, e, com ela, o movimento cooperativista começava a ganhar espaço no mundo. Em 1848, já eram 140 membros e, 12 anos depois, chegou a 3.450 associados com um capital de 152 mil libras.

Hoje, o setor cooperativo reúne 1 bilhão de pessoas em mais de 100 países, responde pela geração de mais de 100 milhões de empregos e está presente nos cinco continentes. Em 2010, as 300 maiores cooperativas do mundo tiveram uma movimentação econômico-financeira de US$ 1,6 trilhão. A Cooperativa de Produtores de Cana-de-açúcar, Açúcar e Álcool do Estado de São Paulo (Copersucar) está entre elas.

Os cooperativistas são representados mundialmente pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI), uma instituição independente e não governamental. Atualmente com sede em Genebra, a ACI foi fundada em Londres, em 1895, e seus integrantes são organizações de cooperativas atuantes em diversos setores econômicos.

No Brasil, a prática do cooperativismo teve início no final do século XIX, mas a cultura já poderia ser observada desde a época colonial. Ela se desenvolveu tanto no meio urbano quanto no rural, tendo forte influência das culturas alemã e italiana, principalmente na área agrícola. Os imigrantes trouxeram de seus países de origem a bagagem cultural, o trabalho associativo e a experiência de atividades familiares comunitárias, que os motivaram a organizar-se em cooperativas.Com a propagação da doutrina cooperativista, as cooperativas tiveram sua expansão num modelo autônomo, voltado para suprir as necessidades dos próprios membros, evitando, assim, a dependência de outros atores do mercado.Para atuar em defesa do movimento cooperativista, foi criada em 1969 a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), entidade reconhecida como representante oficial do setor no país. A OCB é uma sociedade civil, sem fins lucrativos, com neutralidade política.Em 1971, ocorreu a regulamentação do segmento, com a sanção da Lei 5.764, na qual são especificadas as regras para a criação de cooperativas.

Principais Números/Ações da OCB – Organização das Cooperativas do Brasil:

O Sistema OCB congrega no Brasil 6.652 cooperativas, que reúnem mais de 9 milhões de associados e geram 300 mil empregos diretos. Em todo o país, cerca de 30 milhões de pessoas estão ligadas ao movimento cooperativista. O setor contribui diretamente para o desenvolvimento sustentável do país, têm participação expressiva na economia brasileira, e ainda atuam em outros mercados, levando seus produtos a outros países. Suas vendas ao exterior devem fechar 2011 em praticamente US$ 6 bilhões.

Ramo de Atividade Cooperativas Associados Empregados
6 mil cooperativas 9 milhões de associados 300 mil empregados
Agropecuário 1.548 943.054 146.011
Consumo 123 2.297.218 9.892
Crédito 1.064 4.019.528 56.178
Educacional 302 57.547 3.349
Especial 12 397 14
Habitacional 242 101.071 1.676
Infra-estrutura 141 778.813 5.775
Mineral 63 20.792 144
Produção 235 11.454 3.669
Saúde 852 246.265 56.776
Trabalho 1.024 217.127 3.879
Transporte 1.015 321.893 10.787
Turismo e Lazer 31 1.368 32
T O T A I S 6.652 9.016.527 298.182

Números do SESCOOP – Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo:

Em seus primeiros 12 anos de atuação, a entidade capacitou cerca de 2 milhões de cooperados e empregados com programas, cursos e treinamentos. Também desenvolveu ações de promoção social que beneficiaram mais de 1,4 milhão de pessoas. Além disso, realizou aproximadamente 800 mil visitas técnicas à cooperativas no campo do monitoramento.

Os servidores do DAEE dispõem de uma cooperativa de crédito, desde 1984. A mesma tem forte atuação social e educacional, destacando-se ainda pela qualidade no atendimento e ainda as baixas taxas e, variada linha de credito voltado aos seus cooperados.

Dentre as ações sociais educacionais desenvolvidas existe desde 2008 a parceria da COOPERHIDRO com a área de Recursos Humanos do DAEE, possibilitando a realização de treinamentos, capacitações, evento através de parceria com o Sescoop/SP.

Maiores informações sobre a Cooperativa acessar o site: http://www.cooperhidro.org.br

Sobre o Ano Internacional do Cooperativismo: http://www.ano2012.coop.br

 

Anúncios

1 Comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. É uma grande conquista,a ACI/ONU ter declarado 2012 o ano Internacional das Cooperativas.Cooperativismo,é um movimento que gera qualidade de vida em todo mundo, ele também mostra para a sociedade, principalmente a urbana, os benefícios da pratica cooperativista. Este reconhecimento, segundo a resolução de 2009, tem como objetivo buscar o desenvolvimento econômico sustentável.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: