V Encontro dos Aposentados do DAEE: O Ato de cuidar x Memória e o desafio do tempo

03/09/2012 às 12:45 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: ,

Este slideshow necessita de JavaScript.

Foi realizado no dia 29/8/12 – o V Encontro dos Aposentados com os temas acima. O evento organizada anualmente desde 2008, objetiva prestigiar os aposentados da Autarquia, reintegrá-los ao seu antigo ambiente de trabalho, propiciar o reencontro e trazer informações a esta nova etapa da sua vidas.

Este ano o evento contou com aproximadamente 140 participantes, considerando os aposentados, os servidores ativos e convidados, que lá estiveram em virtude de temas tão importantes e atuais. O evento foi aberto pelo Chefe de Gabinete do DAEE e os Presidentes da COOPERHIDRO, AADAEE e ADAEE.

A Prof.ª Vera Bifulco – Psicóloga Clínica – Psico-oncologista do IPC – Instituto Paulista de Cancerologia tratou brilhantemente do tema sobre o ato de cuidar, mais enfaticamente sobre cuidar de pessoas com quadro de Alzheimer. Disse que na nossa vida, em alguma ocasião cuidaremos de alguém ou seremos cuidados, e que para que isto ocorra de uma forma tranquila, devemos ter humildade a principal virtude de quem cuida, além do respeito, pois não é porque alguém é cuidado, que precisa perder a sua autonomia para decidir sobre sua própria vida. Brincou com os participantes que normalmente os cuidadores, são pessoas que no momento da decisão por quem será o cuidador, aquele que está mais disponível é o escolhido, mas muitas vezes menciona que é o Jaques, que fica com este papel, brincando com os participantes que é aquele que: “já que está por ali, sem fazer nada, já que esta por ali mesmo, já que aposentou, já que é solteiro etc.” Este acaba ficando com este papel, nem sempre sem saber muito bem como o cumprirá. Destaca que é muito importante que o cuidador também se cuide, pois poderá acumular sentimentos até então nunca experimentados, como remorso, culpa, raiva, desgaste emocional, tensão, etc.

Frisou que várias entidades fazem cursos de cuidadores, o próprio IPC faz isto, e que é muito importante que o cuidador busque orientação técnica para executar sua tarefa e também ajuda emocional, ou quem possa ouvi-lo desabafar.

Já a Prof.ª Monica Yassuda – Psicóloga, Mestre em Gerontologia e Resp. pelo curso de Gerontologia da EACH – Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, também deu sua contribuição reforçando aspectos importantes sobre a memoria e sua inter-relação com o estilo de vida de cada pessoa.

Destacou que o desempenho cognitivo/memoria é fruto da interação de muitos fatores como os aspectos biológicos, psicológicos e sociais envolvendo a memoria. Porém ressaltou pesquisas modernas e atuais que destacam com ênfase que o estilo de vida também tem importância sobre como fica sua memoria após os 50, 60 anos e mais. Fatores como, propósito de vida, personalidade, padrões comportamentais, estados afetivos são determinantes psicológicos do desempenho cognitivo na velhice. Aspecto como proposito de vida é fundamental para um envelhecimento ativo além da preservação da memoria, pois é um fator tido como de proteção.

Outros fatores como: atividades de lazer, atividades físicas, atividades mentais, atividades sociais são exemplos de determinantes sociais do desempenho cognitivo na velhice. Mostrou estudos que reiteram a importância do lazer e da atividade física, para a postergação do declínio cognitivo e demências na velhice.

Finaliza reforçando tudo que foi dito com relação a aspectos que devem ser priorizados para se manter a capacidade cognitiva/memoria e ainda no dia a dia sugere:

  • Organize o que precisa lembrar,
  • Use recursos externos, agendas, calendários, listas,
  • Use associações mentais, imagens, rimas,
  • Ensaie várias vezes, separe mais tempo para aprender coisas novas.

O evento foi um sucesso com estas duas grandes profissionais dedicadas a área do estudo sobre envelhecimento da população em geral, com destaque aos nossos aposentados que comparecem em peso ao evento dedicado a eles, e ainda demonstram uma invejável vontade de aprender sempre.

Eles pelo que podemos notar têm pouquíssimos problemas com suas memórias (além obviamente dos normais da idade), pois já seguem a risca tudo que foi mencionado, principalmente aderindo à ideia da importância das atividades sociais para um envelhecimento saudável, este evento é um deles.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: