Um geólogo que se orgulha de ter participado das discussões para formulação da Lei 7663, responsável pela criação dos Comitês de Bacias: Edilson de Paula Andrade

15/10/2011 às 16:31 | Publicado em Sem categoria | 4 Comentários
Tags: ,

Aos 56 anos, pai de seis filhos, o mais velho com 31 anos e a caçula com um ano e meio de idade, orgulha-se por ter constituído família numerosa e tão unida, muito embora a distância entre os mesmos, já que dois deles, por exemplo, residem fora do país. 

 Foi admitido no DAEE em 11/12/1981 como Geólogo, junto à área de Águas Subterrâneas, em São Paulo, no endereço Rua Riachuelo. Na ocasião, atuou com Ivanir Borella Mariano, Luiz Guidorzi, José Eduardo Campos (Zeca), Armando Tobias, Bernardi, Manoel Conejo, Gerôncio Albuquerque Rocha, Rosa Beatriz Gouvêa da Silva, dentre outros. Os serviços desenvolvidos consistiam em atividades de apoio aos municípios, no que se refere à perfuração de poços profundos, estudos, projetos e obras. 

Em 1984 passou a atuar junto a Diretoria de Engenharia e Projetos – DEP, com o Diretor Silvio Silvado Siqueira, porém continuando a desempenhar os mesmos serviços.

Desde1985, a convite de Dr. Joaquim Rodrigues dos Santos, Diretor da BPB-Bacia do Paraíba e Litoral Norte, aproveitando-se da descentralização do DAEE, passou a atuar junto as sede de Taubaté, desenvolvendo trabalhos externos junto aos municípios da Bacia.  

Outro fato que merece destaque, porque lhe foi muito gratificante, foi que a partir de 1991, na condição de assessor parlamentar na Assembleia Legislativa de São Paulo, participou das discussões que resultaram na criação da Lei 7663, responsável esta pela criação dos Comitês das Bacias; esse trabalho implicou na sua ausência das tarefas específicas que vinha desenvolvendo no DAEE, durante um ano meio, mais ou menos, recorda-se, mais uma vez satisfeito. Já em 1993, auxiliou a preparar as regras voltadas aos Comitês, o que só veio a se concretizar somente em 1994. Além do que, Edílson destaca que o fato de o DAEE tê-lo colocado como Secretário Executivo do Comitê da Bacia só veio a contribuir com a sua realização pessoal e profissional; além do que, ressalta, o Comitê Paulista, criado em 1994 só fluiu devido o empenho e investimento por parte da nossa Autarquia, de modo a permitir aos designados e dar-lhes condições de viajarem e se engajarem nesses trabalhos voltados à criação dos Comitês.  O DAEE o ajudou a constituir o Comitê Federal da Bacia do Paraíba – CEIVAP, cuja Secretaria funciona em Resende.

 Edílson cita ter ocupado o cargo Secretário Executivo em dois mandatos, por mais ou menos cinco anos. Faz questão de citar ter se identificado muito com as atividades que desenvolveu junto aos Comitês, às quais se dedicou com muito entusiasmo e energia. Enfim, cita mais uma vez Edilson, foi unido ao apoio e esforço do DAEE que acabou por transformar o Comitê em força potente, como é hoje reconhecido.

 Atualmente, o foco de seu trabalho, junto a BPB/Taubaté, compreende a serviços de outorgas, ou seja, avaliação de processos, emissão de pareceres técnicos e fiscalização do uso de recursos hídricos.  

Em razão às oportunidades que lhe foram dadas pelo DAEE, faz questão de destacar que além de ter tido a possibilidade de conhecer os Municípios do Estado de São Paulo, demonstra emoção ao concluir que as tarefas que lhe foram atribuídas só vieram enriquecer a sua vida profissional. 

Perguntamos a Edilson ao final de nossa entrevista se lembrava de algum fato engraçado na sua Diretoria, ao que ele menciona e se recorda juntamente com René João Cardoso, que atua na área administrativa que se encontrava na sala conosco.  

Quando da construção de parte da sede onde atuam, isto há muitos anos atrás, um dos servidores com o caminhão cheio de tijolos veio na direção de um dos supervisores e pergunta: “E agora o que faço? Este responde: Descarrega e pronto. Não deu outra este que estava com aqueles caminhões basculantes que você aperta um botão e ele sobe, abre e solta toda a carga fez isto, portanto, jogou todos os tijolos no chão, quebrando quase tudo, sobraram poucos em bom estado. O supervisor ficou louco de raiva, afinal era para descarregar um a um manualmente, não desta forma. Mas o servidor fez exatamente o que ele mandou.

É aquele velho ditado popular: Manda quem pode obedece quem tem juízo.  Neste caso parece que não deu muito certo.

Anúncios

4 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Gente boa! um prazer ter conhecido vcs de Taubaté, jogamos juntos la em Peruíbe, lembra? o nosso time tinha o Superintendente o Ubirajara, acho q foi em 2007, no 2º Torneio. Um forte abraço.

    Júlio-PET

  2. O Edilson realmente merece todos os elogios, pois alem de um poissional competente e dedicado é um pai exemplar. Nós (06 filhos) o amamos muito.
    Aos blogueiros do site, parabens pela inicitiva..

    • Que bom que nosso blog atingiu seu objetivo que é prestigiar e destacar nossos servidores. Parabéns ao servidor Edilson que pelo jeito cumpre muito bem seu papel de pai.

      • Com certeza o blog atingiu meu objetivo, afinal, é um orgulho ser filho deste grande homem.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: