Um engenheiro com vontade de contribuir e grato pelos desafios, oportunidades e ajuda que teve, por Nazareno Mostarda.

11/10/2011 às 21:35 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: ,

O Diretor da Bacia do Paraíba e Litoral Norte, Nazareno Mostarda Neto, nos atendeu em setembro em meio a um turbilhão de atividades e telefonemas na sua unidade.

Fez questão de iniciar dizendo que é fruto da casa, ou seja, o pouco que sabe aprendeu aqui. O DAEE investiu na sua formação. Tudo que conquistou através do seu trabalho deve aos colegas de trabalho e ao DAEE, é grato a todas as oportunidades que teve e se orgulha disto.

Começou contando que seu inicio no DAEE, em 1982, como operador de máquinas, foi um de seus primeiros desafios dos muitos que a vida lhe ofereceria. 

Vindo do interior e tendo iniciado no DAEE nas equipes de campo através do Grupo Tarefa, após dois anos, participou de um concurso interno no promovido DAEE, para todo o Estado de São Paulo, tendo sido transposto  para o cargo de Escriturário. Nesse concurso, Mostarda como é conhecido pelos colegas galgou a primeira colocação em todo o estado. Estudou muito pra isto acontecer.

Como morava sozinho, pois sua família continuava residindo na área rural numa cidade do oeste paulista, veio para Taubaté pra melhorar de vida e nunca escondeu sua vontade de estudar.

Por isto, após passar pelo concurso, foi transferido para área de transporte, onde o trabalho na área administrativa favorecia sua meta de estudar. Seu superior imediato na área de transportes era João Luiz Ferreira do Valle.

Nesta época a Bacia de Taubaté tinha em torno de 500 pessoas e a área de transporte equipamentos 150 entre motorista, operadores de máquinas, mecânicos, lavadores de carro, etc.

Posteriormente como estava estudando torno-se auxiliar de engenheiro e entrou para Universidade de Taubaté, cursando engenharia civil.

Lembra-se com orgulho dos professores que também eram profissionais e servidores do DAEE: Joaquim Rodrigues dos Santos, Michel Elias Junior, Romeu Haik, Geraldo Guimarães e muitos outros expoentes do DAEE/BPB. Recebeu de todos, total apoio especialmente na formação durante o curso fato que Mostarda confessa que é eternamente grato, pois deve muito a todos.

Aliás não só a estes professores, mas a todos os profissionais da Regional, pois na época como morava sozinho sem família e o que ganhava praticamente era o valor para o pagamento da faculdade e moradia, muitas foram às vezes em que os servidores o auxiliaram com arrecadações que faziam para compra de alimentos ou feira semanal, considerando que viam o esforço dele pra estudar.  Ele não se esquece disto nunca e também  é eternamente grato.

Conversando com o Mostarda, como ele é conhecido, percebe-se muito de uma pessoa que não perdeu os hábitos simples de uma pessoa do interior, os valores, a cultura, a linguagem algumas vezes pitoresca. Não esconde sua origem.       

Mas retornando a sua carreira, após sua formação em 1994, passou a atuar junto à área de Recursos Hídricos.

Alguns anos nesta área e foi atuar junto aos Comitês de Bacias, quando em 2001 ajudou implantar o Comitê das Bacias Hidrográficas da Serra da Mantiqueira, juntamente com o Escritório de Apoio do DAEE, entidades que dirigiu durante oito anos.

O Comitê que era sediado em Campos do Jordão tinha as mesmas funções realizadas na bacia, ou seja: outorga, elaboração de projetos, fiscalização, atendimento aos municípios, cessão de equipamentos, etc. Ele ia de Taubaté onde reside a C. Jordão diariamente e retornava a noite, gastando neste percurso 02 horas diárias, o que de certa forma o foi desgastando e o fez retornar a Taubaté.  Trabalhou lá nove anos.

Em 2010 retornou a Bacia sediada em Taubaté, para cooperar nas atividades: outorga , fiscalização, projetos, comitês etc.

Em 2011 com as mudanças políticas assumiu a Direção da Unidade.

DAEE Taubaté

Afirma que o papel do DAEE no Vale do Paraíba é ser um braço tecnológico do Governo, realizando vários tipos de trabalhos junto às prefeituras, possibilitando orientação técnica e viabilizando obras financiadas pelo Governo.

O DAEE na região participa ainda de 03 Comitês de Bacia: Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira e do Litoral Norte, dos quais dois deles as Secretarias Executivas são de responsabilidade do DAEE.

O DAEE participa da vida e crescimento econômico da região. Ao longo dos anos a missão do DAEE tem sido muito importante, pois, está voltada a prestar um serviço de auxilio aos municípios do Vale do Paraíba.

O investimento na sala de situação em Taubaté com todo equipamento moderno, tem esta finalidade, a previsão antecipada das chuvas, o monitoramento hidrológico e a possibilidade de avisar a defesa civil e população no sentido de tomar providencia e realizar obras antes que as enchentes prejudiquem as cidades ou tire a vida de cidadãos.

Mostarda gosta do que faz e sabe que o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso da Diretoria. Nos fez uma ultima afirmação: “A Diretoria de Taubaté tem um quadro técnico de excelente qualidade e um grupo de servidores não menos excelente, sem o qual eu (ou qualquer outro Diretor) não conseguiria atender as demandas da Bacia”. 

Finalizando a entrevista deste engenheiro, vindo do interior com vontade de estudar e crescer, é casado com Divina America, tem 04 filhos com idades de 32, 28, 22, e uma caçulinha de 12 e apesar da jovialidade dos seus 56 anos, tem também 02 netos.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: