Um servidor que se dedica à Autarquia quase desde sua fundação: Arnaldo Domingos De Chiara

01/07/2011 às 17:54 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags:

Esta matéria foi escrita pelo próprio servidor a nosso pedido considerando que ele é um dos mais antigos em anos de dedicação e serviços prestados à Autarquia, portanto prestou relevantes serviços e tem muito que contar, pois passou por todas as fases históricas, politicas, administrativas da Autarquia. 

Eng.º Arnaldo Domingos De Chiara, de prontuário nº156, Aposentado em 1997 e recontratado como prontuário nº9336, no cargo de Assistente Técnico de Direção III, nasceu em 13 de novembro de 1.927 em São Paulo – Capital. Casado em 13 de outubro de 1954 com Eunice Fuzzo De Chiara, tem duas filhas: Marília Tereza De Chiara Parlatore, e Carla Tereza De Chiara.Formou-se Engenheiro Civil na Escola de Engenheiro Mackenzie em 17/12/1951.

Ingressei no DAEE em 01/08/1952, 01 anos após sua fundação (1951) sendo designado para prestar serviços na Seção de Hidrografia – DPH, que tinha por objetivo fazer o levantamento de dados hidrológicos do Estado de São Paulo, ou seja, observações e estudos pluviométricos e também o estudo do regime dos cursos d’água. Em 1963 fui nomeado chefe da Seção de Hidrografia onde permaneci até o mês de maio de 1968.

Em maio de 1968 a Seção de Hidrografia foi transferida para SPH (Serviços de Pesquisas Hidráulicas), atualmente a CTH, situada na cidade universitária, com a denominação de CPA, Comissão Permanente de Águas, onde permaneci até novembro de 1968.

Quanto à operação chuva para provocar chuvas artificiais na área da Bacia do Rio Tietê – Superior, a montante da Barragem de Pirapora, nas represas Billings e Guarapiranga, sob a orientação do Prof. Janot Pacheco, citada pelo Grappegia, houve grande cobertura jornalística, nos jornais, rádios e televisões, com duas transmissões ao vivo na extinta televisão Tupi. A primeira no jornal denominado “Edição Extra”, que era comandada pelo jornalista Mauricio Loureiro Gama e pelo repórter José Carlos de Morais, com a presença do Eng° Janot Pacheco, do Diretor Geral do DAEE Eng° Antonio Mauricio da Rocha e da equipe de apoio do Departamento, onde foi explanada aos telespectadores os procedimentos de operação de provocação de chuvas artificiais. Já a segunda reportagem ocorreu no jornal da noite da televisão Tupi, comandada pelo jornalista Carlos Spera, alguns dias após o inicio da operação. Na reportagem foi explicado com detalhes o que estava acontecendo e o que deveria ocorrer nos próximos dias. Como curiosidade na operação de bombardeamento de uma nuvem “Cúmulos Nimbus”, citada pelo Grappegia, foi efetuada por um avião cedido pela Força Aérea Brasileira – FAB, que ao aterrissar em Cumbica sofreu uma pane, pousando com problemas, mas a habilidade do piloto na época evitou um desastre.

Em 1963 fui designado como Chefe de Seção de Hidrografia da Divisão de Planejamento, permanecendo até novembro de 1968, quando fui designado como Assessor de Coordenação dos Serviços Regionais – CRS.

Em julho de 1971 fui designado como Assistente Técnico da Superintendência, prestando serviços na Diretoria de Obras e Operação – DOO, substituindo por diversas vezes seu Diretor por motivos de férias e viagens a serviço.

Pela portaria de 24/01/1977 fui designado para responder pelo expediente Assessoria de Atendimentos aos Municípios – AM, como Assessor Técnico, denominada como Grupo Tarefa de Atendimentos aos Municípios do Estado de São Paulo nos serviços de canalização, retificação, desassoreamento de cursos d’água com vista o combate às inundações.

Na ocasião foram admitidos 500 (quinhentos) funcionários, sendo 21 (vinte e um) engenheiros. Foram adquiridos 100 (cem) equipamentos para execução dos serviços como drag-lines, retroescavadeiras, valetadeiras, pás, carregadeiras, motoveladoras, tratores, veículos e caminhões.

Foram atendidos cerca de 400 (quatrocentos) municípios no período de 1977 a 1982.

Durante o período que atuei no Grupo Tarefa de Atendimento aos Municípios, fui designado para representar o DAEE na Defesa Civil, subordinado a Casa Militar do Governo do Estado de São Paulo.

Posteriormente fui designado para representar a mesma Defesa Civil na então Secretaria de Obras e do Meio Ambiente, hoje denominada Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos.

O objetivo da Defesa Civil, através do DAEE, era atender os municípios com os equipamentos pesados por ocasião das inundações no período chuvoso.

No final de 1983, fui transferido para a Divisão Técnica de Licitações – ADM da Diretoria de Administração e Sistemas – DSD. Nesta divisão fui presidente de inúmeras licitações em todas as modalidades: convite, tomada de preços e concorrência. Fui, também, presidente da Comissão de Cadastro que tinha como função cadastrar as empresas interessadas em participar das licitações do DAEE.

Em março de 2008, foi criada a Diretoria Técnica de Licitações e Contratos, responsável pelas atividades, referente às licitações e pelos contratos decorrentes, sendo extinta a Divisão Técnica de Licitações – ADM. Em abril de 2008, fui designado para responder pelo expediente da Divisão Técnica de Contratos – LCC, com a responsabilidade de preparação e elaboração de contratos e termos aditivos das licitações efetuadas pelo Departamento para celebração dos mesmos pelo Senhor Superintendente do DAEE.

A área de licitação do DAEE desde sempre efetua licitações de diversos produtos e serviços, desde maquinas, veículos, materiais de escritórios, grandes obras, equipamentos específicos de engenharia, caminhões, dragas, escavadeiras, serviços de segurança, vigilância, limpeza, prestadores de serviço, empresas terceirizadas na área administrativa, etc. Para que os editais sejam montados com as especificações corretas há necessidade de uma equipe técnica com muito conhecimento sobre estes vários produtos e serviços, que é o caso deste servidor com tantos anos de serviços prestados ao DAEE. Ainda para que os pregões, tomadas de preço, licitações em geral ocorram, há necessidade de conhecimento de legislação e procedimentos técnicos muito específicos, que também são da alçada deste servidor e equipe da DLC.  

Parabéns Senhor Arnaldo D. De Chiara pelo sua dedicação e profissionalismo junto ao DAEE, quase desde sua fundação, ou seja, há 59 anos.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: