O “Grupo Tarefa” e um certo peixe (e servidor) chamado Mandi

10/05/2010 às 23:51 | Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário
Tags: , ,

João Aberto Perez Theotônio, nosso servidor apelidado com nome de um peixe: “Mandi”, não condiz com aquilo que retiramos de alguns sites sobre pescaria, que informa:  “Esse peixe é  onívoro, alimenta-se de peixes, invertebrados, frutos/sementes e detritos. Vive nos remansos das margens dos rios. Na Amazônia, é um peixe muito comum na beira dos rios. Como é facilmente capturado com anzol, é importante para a pesca de subsistência. Mesmo sendo um peixe pequeno, por causa da sua abundância, é muito encontrado em mercados e feiras. Esse peixe deve ser manuseado com cuidado, porque os espinhos das nadadeiras dorsal e peitorais podem causar  ferimentos dolorosos.

O nosso “Mandi” é uma daquelas pessoas gostosas de conversar.  Tranqüilo, conversa pausada, com jeitão confiável, muito religioso, gosta de ajudar o próximo, tem uma risada forte e engraçada, difícil de não parar para prestar atenção, enfim alguns traços típicos de morador do interior.  Conhecido pelo apelido de “Mandi” foi admitido no DAEE em 02/08/1973, para atuar como auxiliar agropecuário, na unidade de Registro – Vale do Ribeira. Seu trabalho consistia no levantamento da linha fisiométrica e medição de nível da água nos canais e rios da região, para implantação posterior dos canais de irrigação.

Este trabalho de hidrologia foi muito importante para a região do Vale do Ribeira. A cidade com moradores na sua maioria orientais, naquela época produzia e incentivava as plantações de chá, banana e arroz. A população dependia destes canais abertos pelo DAEE,  para poder irrigar suas plantações e conseqüentemente  comercializá-las no Estado. O trabalho realizado pelo DAEE auxiliou a produção rural da região, que cresceu e se desenvolveu em virtude destas atividades.  

Segundo Mandi, seu chefe na época o Engº. Luis K. Shibata (já falecido) era um excelente gestor de pessoas, pois quando necessário chamar a atenção de algum funcionário, o chamava para um bate papo, em particular, sempre longe dos demais colegas e ao final este servidor saia até agradecendo suas orientações, de tão boas que eram. 

Mandi lembra com muito orgulho do trabalho realizado pelo DAEE, do qual ele fazia parte: o “Grupo Tarefa”. Tudo começou com um levantamento feito por um grupo formado por diversas equipes multidisciplinares composta por técnicos do DAEE, do extinto DOP e da Secretaria do Planejamento, que saíram a campo e levantaram os problemas e necessidades dos municípios do Estado para posterior atendimento. Depois de levantadas as necessidades e os pedidos das prefeituras, ao DAEE couberam os desassoreamentos e a limpeza dos rios, as canalizações, execução de galerias, etc., e tudo o mais que estivesse dentro de sua atribuição e competência, sempre de acordo com as necessidades levantadas e solicitação do município. Eram equipes de execução compostas basicamente por um motorista, operadores e os técnicos necessários, coordenados por um engenheiro, e que utilizavam aqueles caminhões antigos e máquinas, de cor amarela, característica típica desta atividade realizada com muita competência e eficácia pelo DAEE na época.

Segundo Mandi bons “tempos aqueles”, onde o trabalho era pesado, mas a equipe integrada e eficiente, e o resultado muito importante para o município, um trabalho bom e gratificante de fazer. Na realidade aquele foi um trabalho precursor daquilo que o DAEE faz até hoje atuando nos municípios, cedendo servidores e máquinas para obras e tarefas ligadas a recursos hídricos.  

Mandi é formado em Ciências Biológicas, foi professor por mais de 20 anos na rede pública, conciliando o trabalho do DAEE e o magistério no período da noite. Atuando no DAEE há mais de 37 anos, de 1976 até hoje  está na Unidade de Novo Horizonte. Atua na área administrativa auxiliando o Diretor da unidade. Tem uma pequena propriedade rural, onde planta: pupunha (palmito), seringueira (látex) e tem ainda umas poucas cabeças de gado. Atuou com profissional agrícola desde o inicio de sua caminhada profissional e continua nela até hoje.

Segundo alguns amigos mais próximos que conhecem bem nosso amigo Mandi, este sempre foi muito trabalhador, porém na época que foi admitido um “pouco ingênuo”. Teve um caso engraçado, relembrado por outro servidor: Carlos Roberto Sabiá, que envolvia outro chefe do Mandi, quando ele já atuava no Grupo Tarefa na região de Novo Horizonte. O Engenheiro Williame Brandão, outro daqueles gozadores memoráveis,  aprontou uma com nosso Mandi.

Diz o Sabiá que lá pelos anos de 1976, o Prefeito de Ibirá e o Deputado Álvaro Fraga iam fiscalizar uma obra em execução pelo Grupo Tarefa, solicitada por eles para o município.  

Mandi que era o responsável pela equipe de trabalho do Grupo Tarefa foi devidamente orientado pelo Eng. Williame a se apresentar no outro dia, no local de trabalho (região plana de muita terra vermelha no qual a equipe trabalhava), muito bem trajado, pois figuras importantes como o Prefeito e o Deputado da região iriam inspecionar o local e a obra.

Mandi tratou de colocar seu melhor traje, um terno de linho branco impecável e ficou lá mo meio do campo, aguardando os inspetores.

Quando chegaram as autoridades, o carro levantou uma poeira vermelha enorme e o nosso colega de traje branco ficou literalmente “só o pó”, totalmente com a roupa avermelhada e a pele meio rosada, para espanto dos visitantes.

Ninguém falou nada, mas nosso amigo logo percebeu o mico que pagou. Ele mesmo acabou rindo de si mesmo, porém depois desta, nunca mais ninguém o pegou neste tipo de pegadinha, pois passou a ficar mais “esperto” com certos tipos de orientação de alguns superiores.

Como é típico de nosso colega, ele ri muito deste fato, uma risada gostosa, tranquila, sem ressentimentos.

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: